Clínica de recuperação no Piauí

Clínica de recuperação no Piauí


Ao buscar um tratamento de dependência química e alcoolismo em uma clínica de recuperação no Piauí – PI é preciso que a família compreenda quais são os tipos de tratamento e que tipo de serviços é o mais adequado para o dependente.
Por isso, ao longo deste post serão abordados os principais tipos de tratamento adotados delas clínicas de recuperação, assim como as características de cada método de internação. Confira:

Clínica de recuperação: Tipos de tratamento

O tratamento de dependência química e alcoolismo realizado na clínica de recuperação no Piauí – PI é aplicado por uma equipe multidisciplinar, que irá intervir diretamente nas áreas prejudicadas pelo consumo excessivo de substâncias químicas, sobretudo no que se refere aos aspectos sociais, psicológicos e biológicos.
É importante destacar que o tempo de duração do tratamento pode variar de acordo com o grau de complexidade do caso, chegando a durar até 6 meses. Isso ocorre devido à necessidade dos usuários substituírem antigos hábitos por novos, que contribuam para manter a sua sobriedade.
Dentre os principais métodos de tratamento adotados pela clínica de recuperação no Piauí – PI destacam-se: o atendimento individual e em grupo; a prática regular de atividades físicas; a utilização de medicamentos para aliviar os incômodos causados pela abstinência, dentre outros. No entanto, para ter acesso a esse tipo de tratamento, o usuário deve ser internado na clínica por meio da internação voluntária, internação involuntária ou internação compulsória.

A internação involuntária e compulsória

Infelizmente, apesar de a internação voluntária ser a mais indicada, as mais frequentes são a internação involuntária e compulsória. Sendo que a primeira é realizada por meio de familiares e a segunda é feita por meio de um juiz competente.
No entanto, para que seja realizada a internação involuntária, a família deve se dirigir a clínica de recuperação em Teresina – PI com um pedido feito por escrito e aceito por um psiquiatra. A partir desse momento, a instituição deve comunicar o Ministério Público sobre a internação, pois assim ela não poderá ser considerada cárcere privado.
É importante destacar que o usuário precisa seguir alguns requisitos para que a família recorra à internação involuntária e ele inicie um tratamento de dependência química e alcoolismo. De modo geral, as clínicas aceitam esse tipo de internação quando o dependente está em situação grave; não tem condições de tomar uma decisão sobre a sua saúde; colocam em risco a sua vida e das pessoas com que relaciona; não aceitam ajuda profissional.
Apesar de a internação involuntária ser compreendida como uma medida drástica é preciso destacar que ela proporciona diversos benefícios, dentre os quais se destaca: a garantia de uma alimentação e de descanso adequados para o usuário; o afastamento do dependente de áreas e de pessoas que estimulavam a dependência; promove cuidados com saúde física e psicológica; acompanhamento intensivo de profissionais especializados, dentre outros.
Desvantagens da internação involuntária

Apesar da internação involuntária, ser um tratamento de dependência química e alcoolismo bastante utilizado no processo de reabilitação do usuário, seu método de tratamento ainda apresenta algumas desvantagens, em relação a sua efetividade.
Afinal, esse tratamento não oferece garantias de que o dependente manterá a sua sobriedade de forma permanente, logo após o término da internação involuntária. Isso ocorre pelo fato de geralmente, o usuário permanecer em estado de negação.
Nesse estado, o dependente não aceita que tem um vício e não percebe os benefícios da reabilitação. Em situações assim, o acompanhamento psicológico individual e as atividades em grupos, oferecidas pela internação involuntária o estimulam a aceitar e superar os danos que o vicio proporciona.

Últimas considerações

A dependência química é uma doença psicossocial que afeta a vida e a segurança do usuário e de todos aqueles que estão ao seu redor. Por isso, é essencial obter informações sobre os principais métodos de tratamentos e suporte profissional que uma clínica de recuperação no Piauí, pode proporcionar aos dependentes químicos, durante o seu tratamento contra o vicio.
É válido ressaltar, que a intervenção de uma equipe multiprofissional e o apoio da família ao longo de todo o tratamento de dependência química e alcoolismo, principalmente nos casos de internação involuntária, é a maneira mais eficaz para que o dependente consiga retornar sua vida normal.