(11) 4249-2545 (11) 94797-6909
Chamar pelo WhatsApp

Ex-dependente químico pode beber ?


Ex-dependente químico pode beber ?

 

Será que ex dependente químico pode beber? Essa é uma pergunta muito contundente, isso porque sabemos que geralmente uma coisa leva a outra e quando menos percebemos estamos novamente na mesma situação de antes.

Além disso, é bem comum pessoas que não compreendem bem a situação dos ex dependentes e acabem falando: “tomar um copo de cerveja não faz mal”. Na verdade, a regra é simples: é ex dependente químico? Então esqueça a ideia de beber! Na realidade, para um ex viciado qualquer pequena dose de álcool pode então representar um grande perigo, justamente pois permite o retorno ao vício.

 

Será que ex dependente químico pode beber?

Depois de compreender exatamente se um ex dependente químico pode beber, é importante compreender que as substâncias das drogas ilícitas e de álcool realmente possuem muitas propriedades capazes de causar dependência.

Sendo assim, quando a pessoa é um ex dependente, o que acontece é que o mesmo precisa ter hábitos de comportamento capazes de proibir a incitação do uso de tais substâncias. Desta maneira, além de realizar a mudança comportamental o mesmo ainda precisa ter um crescimento espiritual e mental, aprendendo a controlar emoções e vontades.

Sendo assim, a pergunta se um ex dependente químico pode beber? Deve sempre ser respondida com um NÃO, e não há exceção, justamente porque a pessoa precisa entender que qualquer coisa pode virar motivo de recaídas, e o álcool também causa dependência.

Na realidade, é importante que todos os ex dependentes entendam que não podem conviver no mesmo estilo de vida que tinham antes da realização dos tratamentos. Além do mais, para não ter recaída no vício, então o ex dependente precisará aprender a conviver em sociedade novamente, para isso deve mudar costumes, hábitos e lugares que frequentava anteriormente.

O fato é que o ex dependente químico é extremamente vulnerável, logo, qualquer situação que o faça estar em contato direto com um entorpecente pode então favorecer por completo o retorno ao vício e ainda tirar o mesmo do controle.

Não é uma questão de ter vontade própria, e sim que a dependência química nada mais é do que uma doença e por esse motivo os cuidados e tratamentos devem existir sempre que houver necessidade.

 

Como evitar recaídas após o tratamento?

Depois da resposta sobre a pergunta: ex dependente químico pode beber? Então é o momento de saber como evitar as recaídas após a realização dos tratamentos, isso porque é certo que elas ocorrerão, entretanto é importante minimizar os riscos.

1.1 Faça um acompanhamento psicológico

 

É a partir desse tratamento que a pessoa consegue entender sua angústia e suas dores, e ainda consegue trabalhar esses sentimentos, o mesmo deve ser realizado para minimizar os riscos de recaída.

 

1.2 Não pense como vitima e não aja como tal

Não se sinta vítima de sua doença, pois automaticamente começara a justificar suas ações, reconheça seus erros e então aprenda com eles.

 

1.3 Cuidado com seus pensamentos

Na realidade, pensamentos pessimistas e repetitivos acabam acompanhando os dependentes químicos em suas trajetórias, sendo assim, vigiar os pensamentos acaba prevenindo recaídas.

 

1.4 Estabeleça rotina e tenha momentos de lazer

É importante readequar por completo sua vida, adote costumes saudáveis que ajudarão a melhorar a qualidade de vida. Estude, trabalhe e principalmente: cumpra com suas obrigações! Porém, guarde um tempo para realizar atividades que você gosta.

É importante lembrar que a prevenção para não ter recaídas deve ocorrer todos os dias, para conseguir então melhorar por completo!

 

Entramos em contato

Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde