(11) 4249-2545 (11) 94797-6909

Quanto tempo a maconha fica no organismo?


Quanto tempo a maconha fica no organismo?

A cada dia que passa vem sendo cada vez mais normalizado em todo mundo o debate acerca do uso da cannabis, popularmente conhecida como maconha, tanto para fins medicinais quanto para o chamado consumo recreativo. Esse debate tem chegado ao Brasil, onde encontra pessoas que apoiam a liberação desta droga, enquanto outro grupo defende que ela deve continuar proibida. Independente desse debate e antes de falar sobre quanto tempo a maconha fica no organismo, vale ressaltar que existem muitas pessoas que passam por situação de dependência química em relação à cannabis, o que não quer dizer necessariamente que toda pessoa que consome esta droga seja um viciado ou dependente.

           

Como saber a diferença?

O consumo de uma droga não significa dependência dela. Para que uma dependência esteja caracterizada, é imprescindível que alguns elementos estejam presentes e alterem a rotina do potencial viciado. Alterações de humor, principalmente irritabilidade, desânimo, depressão e ansiedade, falta de interesse em atividades que costumava fazer e valorizar, problemas nos relacionamentos pessoais, sociais e profissionais, problemas no sono e apetite, bem como diversas outras questões, podem ser um indício de que a pessoa está deixando de ser uma mera consumidora e está se tornando uma viciada.

 

Por que é importante saber quanto tempo a maconha fica no organismo?

Muitas pessoas são pegas de surpresa quando têm que passar por um teste toxicológico, que é exigido em muitas empresas e até para assumir cargos públicos. Além disso, o exame toxicológico serve a investigações criminais diversas, não só aquelas que envolvam algum tipo de droga. Nesse último caso, o exame geralmente é feito por um perito da polícia civil especializado naquela área.

Outro motivo pelo qual é importante saber quanto tempo a maconha fica no organismo é porque muitas pessoas que estão lutando contra o vício nesse tipo de droga passam pelas chamadas crises de abstinência, que é o período em que o indivíduo fica sem consumir aquela droga. Quanto menos das substâncias entorpecentes vão restando no corpo, mais difícil pode ser para a pessoa que está enfrentando a dependência.

Além desses motivos, existem pessoas que se interessam por saber desse tema porque, de acordo com a lei do nosso país, todos aqueles que desejam dirigir de forma profissional ou pretendem retirar a habilitação do tipo C, D ou E precisam passar também pelo exame toxicológico, que visa verificar a presença da droga no organismo entre os últimos 90 e 180 dias.

 

Duração da maconha no organismo

Para saber sobre isso é muito importante entender algumas coisas. A primeira delas é que a quantidade de maconha que pode ser detectada no organismo através dos mais diversos exames que existem depende basicamente de três fatores: o primeiro diz respeito ao tempo desde a última vez que a droga foi consumida, a segunda tem a ver com as características gerais do indivíduo, como peso, idade, etc. o que fazem com que o percentual de THC possa variar, e por fim a intensidade e regularidade de consumo daquele indivíduo. Existem várias formas de detectar a droga no organismo, vamos às principais:

 

Exame de sangue – Identificar o THC através do exame de sangue é algo que só pode ser feito até sete dias da última vez que a droga foi consumida, pois sua absorção sanguínea é muito rápida. Ainda assim é uma das formas mais usadas por ser um exame de simples realização.

Teste da saliva – De todos é o teste de alcance positivo mais curto, geralmente usado por quem atua em investigações policiais. Da primeira até a vigésima quarta hora depois do consumo o teste confirma a presença da substância no organismo de forma contundente.

Exame de Urina – O exame de urina é de fácil realização, tal como o exame de sangue. Os períodos de eficácia dele variam. Um usuário moderado ou leve pode ser identificado através desse exame em um período de 7 a 13 dias, enquanto um usuário mais intenso pode testar positivo por até 45 após o último consumo.

Estes são os testes que são mais comumente realizados. Entretanto, vale ressaltar que existem muitas outras formas menos comuns de identificar a maconha no organismo, como os cabelos, as unhas e até o tártaro dos dentes!

Entramos em contato

Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde
Podemos Ajudar?