(11) 4249-2545 (11) 94797-6909

Qual o CID para dependência química?


Qual o CID para dependência química?

A dependência química realmente é um transtorno mental, esse mesmo que é caracterizado por um grupo de sintomas e sinais completamente decorrentes do uso de drogas. Ademais, essa é uma doença e como tal precisa de tratamento, caso contrário não há resultados.

Sendo assim, é importante compreender como funciona esse tratamento, e quais são os sintomas dessa doença, ademais, mais importante de tudo é entender como se prevenir de tal situação.

 

O que é a dependência química?

 

A dependência química é de fato um transtorno mental, esse mesmo possui alguns sintomas e sinais, entre eles: sintomas de abstinência, compulsão pelo uso droga, necessidades de doses crescentes para atingir o efeito da primeira vez, falta de controle da quantidade de uso, entre outros.

Ao verificar três desses sintomas, já é possível compreender que os mesmos são suficientes para diagnosticar essa dependência. Ademais, de acordo com a Classificação Internacional de Doenças, o CID-10, define as substâncias causadoras de dependência.

Entre os causadores de dependência podemos salientar: tabaco, cocaína, derivados da mesma como o crack, maconha, solventes, inalantes, cola de sapateiro, acetona, estimulantes tais como cafeínas, anfetaminas, sedativos, entre outros.

Lembrando que as drogas que mais causam dependência em nossa sociedade atual, são: tabaco, álcool, cocaína e seus derivados, sendo que cada vez mais vem aumentando de forma muito alarmante sua incidência nesses últimos anos.

Além disso, uma outra preocupação bem grande, diz respeito ao uso de medicações sedativas, que são conhecidos por aqui como os tarja preta, onde muitas pessoas tem feito uso indiscriminado tornando muitos dependentes delas. 

 

Prevenção da dependência química

 

A melhor maneira de não entrar na dependência química é justamente através da prevenção: não experimentar! O fato aqui é que algumas drogas acabam sim por causar dependência muito rapidamente, entre elas: cocaína e vários de seus derivados, tabaco, opioides, anfetaminas, etc.

Geralmente o simples fato de experimentar essas drogas, acaba fazendo com que a pessoa tenha um comportamento de altíssimo risco, sendo assim, o ideal é não experimentar, caso contrário os riscos de entrar na dependência, são grandes.

 

 

Essa é uma doença que possui tratamento

 

É importante destacar aqui, que não existe cura para essa dependência, no entanto, existe a chance de controlar a doença com tratamentos. Lembrando que as alterações cerebrais causadas pela droga, são em parte irreversíveis.

Na realidade, nosso cérebro acaba guardando uma espécie de “memória” dessa droga por toda a vida, sendo que por esse motivo, diversos dependentes em tratamento, que já estão livres de quaisquer drogas há vários anos, podem sim retornar ao mesmo padrão de consumo, caso voltem a experimentá-las novamente.

 

Como é feito o tratamento para dependência química

 

O tratamento realizado para dependência deve ser multidisciplinar, e envolve ainda psicólogos, médicos psiquiatras, educadores físicos, entre outros.

Ademais, o uso de medicação acaba sendo assim, de grande utilidade, justamente porque busca conter a vontade de usar e sintomas de abstinência.

A internação voluntária e compulsória, acaba sendo um instrumento muito útil nesses casos em questão, além disso, existe ainda a possibilidade de a família internar involuntariamente.

Sempre lembrando da possibilidade de os grupos de mútua ajuda, são capazes de ajudar aos dependentes em sua recuperação. 

Agende uma Visita

Contato
Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde
Podemos Ajudar?