(11) 4266-0513 (11) 94797-6909

Ex-dependente químico pode beber ?

Data: 21/03/2017 Categoria: Saúde / Voltar

Ex-dependente químico pode beber ?


Sabe aquela história “É só um copo de cerveja e não vai fazer mal”? pois é, se você é um ex-dependente químico esqueça. Para um ex viciado qualquer dose de álcool por menor que seja pode representar um grande perigo, pois pode acarretar um retorno ao vício.

As substâncias de drogas ilícitas e de álcool têm muitas propriedades químicas que causam dependência. No caso de um ex dependente, é fundamental ter hábitos de comportamentos que proíbam a incitação do uso dessas substâncias. Nesse contexto, além de mudança comportamental e preciso também ter um crescimento espiritual e aprender a controlar as emoções e vontades.

Deixar o vício e conviver no mesmo estilo de vida que se tinha antes do tratamento parece contraditório. Para não ter uma recaída do vício é preciso aprender a conviver em sociedade novamente, mudando costumes, hábitos, lugares que frequentava, amizades e tudo o mais que faça alusão e que traga lembrança a indução das substâncias químicas.

Um ex dependente químico é muito vulnerável. Qualquer situação que o faça está em contato com o entorpecente pode favorecer o retorno do vício e tira-lo do controle. Isso ocorre não por vontade própria, mais por força da doença, afinal dependente químico deve ser encarado como um ser doente que precisa de tratamento assim como qualquer outra doença.

Algumas atitudes podem auxiliar o ex dependente químico a não entrar no vício novamente, como por exemplo: fazer amizade com pessoas que desconhecem o mundo das drogas, frequentar lugares que não faça incitação ao consumo de drogas, se relacionar de forma harmoniosa com a família, realizar atividade física, manter o foco sentimental e emocional e, se possível, frequentar de forma regular algum grupo que apoia dependentes químicos.

Buscar força no mundo espiritual também é muito importante para não ter uma volta ao vício. Outra boa estratégia para ficar longe das drogas é sair sempre com alguma companhia e, de preferência sem dinheiro, pelo menos durante os primeiros períodos após o tratamento. Isso ajuda a encontrar forças para continuar ausente de drogas, fortalecendo a recuperação.

Por fim, quando se está em processo de recuperação de uma dependência química, é preciso ficar o mais longe possível de tudo que faça menção ao mundo da droga ou do álcool. Controle, determinação e força de vontade é o segredo para não ter uma recaída. O tratamento deve acontecer dia após dia, com policiamento e foco.

 

*Nome:
*E-mail:
Telefone:

Mensagem